Tech Zone

Médico diz que não está sendo fácil manter “Paulinha Abelha” VIVA

Médico diz que não está sendo fácil manter “Paulinha Abelha” VIVA
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Médico revelou estado crítico da paciente “Paulinha Abelha” ao ser questionado sobre as possíveis sequelas: “nosso esforço tem sido em mantê-la viva”.

De acordo com o mesmo não está sendo fácil manter a cantora Paulinha Abelha, vocalista da banda Calcinha Preta, viva.

A informação foi revelada pela equipe médica do Hospital Primavera, em Aracaju. A cantora está em coma profundo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estágio mais grave da Escala de Glasgow, mas a situação não é irreversível.

O médico neurologista Marcos Aurélio Alves disse, durante a coletiva de imprensa na tarde dessa terça-feira (22), que ainda é cedo para falar de sequelas. “A situação dela a gente vai um dia de cada vez. Hoje, nosso interesse é mantê-la viva. E não tá sendo uma missão fácil. Eu não me sinto confortável para falar sobre possibilidade de sequela num paciente que, a princípio, nosso esforço tem sido em mantê-la viva. Sequela vem mais à frente, se sobreviver. O compromisso que a gente tem é que ela passe dessa fase aguda”.

Os médicos também estão investigando o que pode ter causado a lesão cerebral que levou Paulinha Abelha para o estágio 3 da Escala de Glasgow – paciente não abre os olhos, não fala, não se mexe e nem reage a estímulos. A suspeita é de que seja uma medicação de uso contínuo.

A substância está circulando pelo corpo dela causando inflamações, segundo a equipe médica. “Quando se fala em quadro de síndrome tóxicometabólica é porque tem alguma substância circulando no corpo da paciente que deve estar gerando uma cascata de lesões nos órgãos. Qualquer substância – seja prescrita ou não -, medicamento é droga. Mas quando Paula o fez, foi de caráter supervisionado. A gente trabalha, sim, com a possibilidade de alguma intoxicação de medicamentos, existem exames em andamento, iremos confirmar ou negar. Nesse momento essa resposta nós não temos”, disseram os médicos.

No último boletim divulgado nesta quarta-feira (23), os médicos informam que não houve alteração no quadro de coma. Veja nota:

“Informamos que a paciente Paula de Menezes Nascimento Leca Viana, segue internada em unidade de terapia intensiva. Mantém quadro neurológico inalterado em quadro de coma, sem necessidade de medicamentos para ajuste de pressão, respirando com suporte de aparelhos, mantendo a oxigenação adequada e necessitando de hemodiálise para ajuste de função renal. Segue realizando exames para avaliação e monitoramento contínuo das disfunções orgânicas (neurológica,hepática e renal).”

Via Correio 24 Horas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Prefeitura de Jatobá