Tech Zone

Ex-Globo, suspeito de matar ator da Record, é exposto com atrizes

Ex-Globo, suspeito de matar ator da Record, é exposto com atrizes
Reprodução/Tv Globo

Ex-Globo, suspeito de matar ator da Record, é exposto com atrizes – Rapaz, que já trabalhou na Globo, é suspeito de matar artista da Record e já teve contato com estrelas nos bastidores

Após a polícia encontrar o corpo de Jeff Machado, o caso se tornou ainda mais chocante. Neste domingo, dia 28, o Fantástico, da Globo, expôs a identidade do primeiro suspeito pela morte do ator da Record.

Bruno Larrubia, ex-funcionário da Globo, teria prometido colocá-lo em novelas da emissora, revelou Maria das Dores, a mãe de Jeff, ao programa. Para isso, o famoso, de 44 anos, teria pago mais de R$ 15 mil em dinheiro ao rapaz.

No entanto, Bruno Larrubia não estava mais no grupo da família Marinho desde 2018, quando foi demitido, confirmou o Fantástico. “Você tem um sonho que ele é tão forte dentro de ti que a impressão é que você fica cego pra realidade”, lamentou Maria das Dores.

Bruno Larrubia, ex-funcionário da Globo, Jeff Machado
Bruno Larrubia, ex-funcionário da Globo, é suspeito de matar Jeff Machado, ator da Record (Foto: Reprodução / Facebook)

Fotos nos bastidores

Fábia Oliveira, colunista do jornal Metrópoles, divulgou com exclusividade algumas imagens do período em que Bruno Larrubia trabalhava na Globo. Ele chegou a posar ao lado de estrelas como Glória Pires e Fernanda Montenegro, antes de deixar o canal, há 5 anos.

Ainda de acordo com a jornalista, pessoas que trabalharam ao lado do suspeito relataram como era estar ao lado dele. Surpresos com a possibilidade de o rapaz ser um criminoso, eles disseram que, lá dentro, Bruno era uma pessoa tranquila e muito querida pelos colegas.

Bruno Larrubia, Glória Pires, Fernanda Montenegro
Bruno Larrubia, ex-funcionário da Globo, junto com Glória Pires e Fernanda Montenegro (Foto: Fábia Oliveira / Metrópoles)

O que aconteceu com Jeff Machado?

O ator foi dado como desaparecido no início do ano. Depois de uma denúncia anônima, a polícia chegou a uma casa em Campo Grande, no Rio de Janeiro, onde encontrou o corpo dele dentro de um baú, concretado a quase dois metros de profundidade.

Via OTVFOCO

Portal Jatobá

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Prefeitura de Jatobá