Inicio POLICIAL RIFA DE PROSTITUIÇÃO: Mulheres eram oferecidas em rifas por casa de prostituição...

RIFA DE PROSTITUIÇÃO: Mulheres eram oferecidas em rifas por casa de prostituição em bairro nobre de Salvador; VÍDEO

0
RIFA DE PROSTITUIÇÃO: Mulheres eram oferecidas em rifas por casa de prostituição em bairro nobre de Salvador; VÍDEO
Foto: Divulgação/Haeckel Dias

Após denúncia de exploração sexual infantil em uma casa de prostituição, no bairro do Itaigara, em Salvador, equipes da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca) desarticularam o estabelecimento, na noite de quarta-feira (01) onde mulheres eram negociadas por meio de sorteios de bilhetes virtuais numerados, conhecidos como “rifa”, para realizarem programas sexuais. 

De acordo com a Polícia Civil, a responsável pelo esquema foi presa em flagrante.

A ação, que contou com o apoio do Núcleo de Inteligência (NI) do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), teve como objetivo a apuração de denúncias acerca da exploração sexual infanto-juvenil. Conforme as investigações da Dercca, a rifa virtual oferecia além da garotas de programa, uma garrafa de uísque. O esquema era divulgado em um perfil da casa de prostituição, no Instagram.

Apesar de não encontrar crianças ou adolescentes na casa, a titular de Dercca, delegada Simone Moutinho, afirmou a importância de coibir a prática delituosa contra as mulheres. “Elas eram ‘coisificadas’ ao serem tratadas como objetos, negociadas em ‘rifa’ e niveladas a bebidas alcoólicas, além da própria exploração sexual. Encontramos seis garotas de programa no imóvel, que confessaram a atividade naquele local”, explicou. 

Os investigadores encontraram mais de R$ 32 mil, € 100 e U$ 277, em dinheiro, além de folhas de cheque. Maquinetas de cartão de crédito, cadernos com anotações sobre a prática delituosa e alguns documentos, que configuraram a exploração sexual das mulheres, também foram localizados no interior da casa. 

As investigações terão continuidade com o objetivo de apurar a possibilidade de exploração infanto-juvenil. A proprietária da casa foi autuada em flagrante por exploração sexual de mulheres, passou por exames de lesões e está à disposição do Poder Judiciário.

Assista: 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui

Sair da versão mobile