CRÉDITO: Serasa muda cálculo do score. Veja como vai ficar

0
CRÉDITO: Serasa muda cálculo do score. Veja como vai ficar
Foto: Reprodução

A Serasa está modificando o cálculo do seu score de crédito e, agora, contas pagas em dia terão mais peso que dívidas passadas.

Score é uma nota de 0 a 1.000 que mede risco de crédito do consumidor a partir de um cálculo estatístico com base no comportamento financeiro de cada um. Quem tem mais dívidas, tem uma nota menor do que quem paga as contas em dia. E, com base neste score, o custo do crédito tende a variar de pessoa para pessoa.

A Serasa incluiu no novo cálculo, chamado de Serasa Score 2.0, dados do SPC Brasil, o que aumenta a gama de informações disponíveis sobre os consumidores.

“Antes, analisávamos muito a negativação. Hoje, temos mais informações e podemos analisar hábito”, diz Lucas Lopes, diretor de produtos da Serasa.

Por exemplo, se uma pessoa teve dívidas no passado -por lei, os birôs levam em conta apenas dívidas de até cinco anos atrás-, mas nunca atrasa o pagamento do cartão de crédito ou do financiamento imobiliário, o score irá melhorar com a nova metodologia.

Segundo Lopes, a maioria dos cadastrados irá melhorara sua pontuação.

A mudança será gradativa, com início nesta quarta-feira (26), pelo aplicativo. O birô estima que em até duas semanas, todos os CPFs já terão o novo score, tanto no app como no site.

Também será lançado nos próximos dias o manual oficial da Serasa de como melhorar o seu score para combater dicas falsas que têm crescido na internet.

VEJA COMO É CALCULADO O SERASA SCORE 2.0

O Serasa Score 2.0 é calculado usando critérios que são divididos em grupos principais. Cada categoria tem uma importância, ou seja, um peso para determinar a sua pontuação.

Outro fator que foi atualizado é a faixa de pontuação. Agora, um score muito bom está entre 701 e 1000 pontos; bom, entre 501 e 700; regular, entre 301 e 500; e baixo entre 0 e 300.

Com o Cadastro Positivo, os birôs de crédito puderam ter acesso, sem autorização, a informações financeiras pessoais para montar o score de crédito dos brasileiros. No regime, conhecido como opt-out, o cliente é inserido automaticamente no sistema e pode pedir para sair. Antes, ele precisava consentir a sua entrada, no regime de opt-in.

Segundo o Banco Central, com o Cadastro Positivo, que começou a valer em outubro de 2019, reduziu-se o spread de operações de crédito pessoal em 10,4%. A medida provocou queda de 31 pontos percentuais nos juros da modalidade para novos tomadores. ​

Veja como melhorar seu score:

– Pagar contas em dia. Apesar do nome ser negativado apenas após 15 dias de atraso, é importante pagá-las até o vencimento. Contas pagas em dia tem validade de até 15 anos no cálculo do score;

– Negociar dívidas e limpar o nome;

– Manter dados cadastrais atualizados no birô de crédito;

– Não usar cheque especial;

– Não buscar crédito consantemente.

– Fazer vários empréstimos não é bem visto pelos birôs;

 

COMO ACOMPANHAR MEU SCORE?

É possível conferir as informações em qualquer ponto de atendimento dos quatro birôs de crédito, por internet ou telefone

Serasa

www.serasaconsumidor.com.br/cadastro-positivo ou 0800 766 6606

Boa Vista

www.consumidorpositivo.com.br/cadastro-positivo ou 0800 727 0201

SPC Brasil

www.spcbrasil.org.br/cadastropositivo/consumidor ou 0800 887 9105

Quod

consumidor.quod.com.br/ ou 0800 400 7863

– É preciso informar nome completo, CPF, telefone e email

– Alguns birôs exigem uma selfie para cadastro biométrico do consumidor e fotos de documentos

– Um código de ativação será enviado por email ou SMS, para validação do acesso

 

O QUE O CADASTRO POSITIVO INFORMA?

– Score Nota de crédito, que varia de 0 a 1.000; quanto maior for a nota, menor o risco de inadimplência

– Histórico de pagamentos

– Contas quitadas, vencidas ou canceladas no último ano

– Contas do momento

– Débitos em andamento, de contas a prazo ou de consumo

– Comportamento Pontualidade de pagamento e práticas de consumo

 

BENEFÍCIOS DO CADASTRO

– Juros mais baixos a depender do score e pontualidade de pagamentos

– Prazos mais alongados para bons pagadores

 

RISCOS

– Maus pagadores podem ter juros maiores, prazos menores e dificuldade de crédito

Participe do nosso CANAL no TELEGRAM CLICANDO “AQUI” e receba notícias em primeira mão! 

 

Fonte: Diário Online

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui